Introdução ao Aquarismo

O aquário sempre esteve muito perto de nós, por isso que há décadas ele decora nossos lares. É como se tivéssemos um pouco da exuberante natureza em nossas casas, que hoje estão cada vez mais repletas de equipamentos altamente tecnológicos. Assim, este pedacinho da natureza continua exercendo um grande fascínio para quem o contempla. O aquarismo já foi um martírio, há 40 anos atrás cuidar de um aquário era uma aventura, hoje graças à tecnologia este hobby já não oferece dificuldades e pode ser praticado por qualquer pessoa.
Imagine você há 49 anos atrás comprando peixes e os levando para sua casa dentro de latas de óleo pois ainda não existia o saco plástico. O lojista precisava recolher as latas usadas, abrí­las, lavá­las e martelar as bordas da lata para para não cortar as mãos das pessoas que iriam manuseá­las, tudo isso para "embrulhar" os peixes.
Também não haviam aquecedores como os de hoje. Mergulhava­se parcialmente uma lâmpada incandescente na água para que houvesse a troca de calor.
Hoje inúmeros lojistas oferecem uma grande variedade de produtos e acessórios de alta qualidade, permitindo que qualquer leigo desfrute deste maravilhoso hobby.
Esta página é destinada a todos os hobistas e serve como fonte de consulta e pesquisa seja para os iniciantes, como para os mais experientes.


1- Quais os diferentes tipos de aquário ?
2- Onde colocar o meu aquário ?
3- Como decorar o meu aquário ?
4- Posso encher o meu aquário com a água da torneira ?
5- Como calcular a capacidade em litros do aquário ?
6- Que filtro eu posso usar ?
7- Preciso de aquecedor ?
8- Como escolher os peixes na loja ?
9- Como soltar os peixes no meu aquário ?
10- Como alimentar o meus peixes ?
11- O que é PH ?
12- O que é GH ?
13- O que é KH ?
14- O que é NO² ?

1- Quais os diferentes tipos de aquário ?

Não existe normas ou regras determinadas para montar um aquário. Você poderá montá­lo conforme a sua imaginação, mas existem alguns conceitos básicos.
Num aquário comunitário procure sempre colocar peixes e plantas que exijam o mesmo tipo de iluminação, condição da água, espaço interno e tipo de alimentação.
Aquários de peixes da mesma espécie e família, devem atender às necessidades específicas da espécie em questão.
Exitem também os aquários biótopos. São aquários com peixes, plantas, substratos, rochas e adornos do mesmo local natural. Ex. aquário de Discus, plantas, troncos, rochas e sedimento da região do Amazonas.
O aquário quarentena serve para manter os peixes separados dos outros assim que comprados para diagnosticar possíveis doenças que podem vir sem por em risco a saúde dos demais.
O aquário hospital serve para manter os peixes doentes separados para o tratamento.
O aquário de criação é necessário para manter com segurança os alevinos, até que eles tenham crescido o suficiente para não serem devorados pelos peixes maiores.
O aquário de reprodução consiste num tipo de aquarismo avançado, deve ser praticado por criadores com experiência pois requer critérios. voltar

2- Onde colocar o meu aquário ?

Escolha um local apropriado, de preferência longe da luz do sol, pois a radiação solar ajuda na proliferação de algas. O local deve ser firme e plano, (não sujeito a oscilações). Após a definição do local certifique-se que o lugar seja ideal mesmo, para não ter que mudá-lo depois de montado. voltar

3- Como decorar o meu aquário ?

Na decoração de seu aquário solte a sua imaginação. Você é que construirá a paisagem subaquática, mas lembre-se que também é muito importante fazer a decoração de acordo com o tipo de peixe que você deseja criar. Você pode montar o seu aquário conforme a habitat natural dos seus peixes, ou totalmente diferente, você é quem manda. Procure usar materiais isentos de metais, corais mortos e conchas do mar, pois devido a suas propriedades tóxicas não são apropriados para aquários de água-doce. Não exagere na quantidade de materiais decorativos. Lembre-se, os peixes também precisam de espaço para nadarem e se esconderem. voltar

4- Posso encher o meu aquário com água da torneira ?

Não, em hipótese alguma você deverá encher o seu aquário com água da torneira, pois nela existem elementos prejudiciais para a saúde dos peixes e plantas.Lembre-se a água é o principal elemento do seu aquário, "Água limpa é peixe sadio", pois bem, trate sua água antes de colocá-la no aquário, use um bom anti-cloro e também um condicionador, ele irá proteger as guelras e mucosas dos peixes de todas as substâncias nocivas que a água da torneira possa ter. Além disso você deve prestar atenção no tipo de água que seus peixes precisam para viverem bem. Ex. água alcalina ou ácida, água dura ou mole e assim por diante. voltar

5- Como calcular a capacidade em litros do aquário ?

É muito simples, basta usar esta regrinha:
Largura(cms) X Altura(cms) X Profundidade(cms) dividido por 100 = CAPACIDADE EM LITROS voltar


6- Que filtro eu posso usar ?

Existem vários tipos de filtros internos ou externos, além das velhas e conhecidas bombas de ar. Cada tipo de filtro tem a sua função e você deverá escolhê-lo com muita atenção pois ele é o coração do aquário. Ele é o responsável pela eliminação das partículas em suspensão e das impurezas, resultado da desintegração biológica das substâncias tóxicas que se acumulam devido aos restos de comida. Porém, por melhor se seja o filtro ele não substitui a troca parcial periódica de água.
Bombas de ar: Ainda muito usadas pelo seu baixo custo, mas se tornam ineficientes para aquários com capacidade acima de 30 litros. É usada em conjunto com filtro biológico ou filtro copo, pois o material filtrante (perlon) não é o suficiente para dar boa qualidade para água.
Filtro biológico: Ainda hoje equipa a maioria dos aquários de água-doce, pelo seu baixo custo. Consiste de placas fechadas cobertas de pequenos furos para circulação da água que encaixadas no fundo do aquário com uma saída em uma extremidade (torre), para o encaixe da bomba submersa ou bomba de ar, que quando coberto de cascalho ou pedras (substrato), a bomba submersa ou bomba de ar puxa a água fazendo com que ela circule, de cima para baixo passando pelas pedras (substrato) e pela placa biológica filtrando a água propiciando no seu interior a proliferação e a cultura de bactérias e voltando limpa pela torre, por isso o nome "filtro biológico".
Filtro externo: Atualmente o melhor filtro para aquários grandes ou pequenos pelo seu alto desempenho. Normalmente esses filtros são importados e caros, mas não se assuste, vale a pena ter um no aquário. Esses filtros facilitam muito a vida do aquarista, pois são filtros que agregam vários sistemas de filtragem. O filtro externo além de movimentar e oxigenar a água, faz com que a água passe pelo filtro dry-wet, como nome já diz, consiste de uma placa de material plástico com muitas saliências e ranhuras que na passagem da água sempre acabam ficando espaços molhados e secos propiciando a proliferação de cultura de bactérias, essenciais para a biologia do aquário, filtro perlon (lã filtrante) e por último pelo carvão ativado. Existem várias marcas no mercado em geral todas são ótimas, mas antes de comprar converse com algum lojista de confiança, para ajudá-lo a comprar o melhor filtro externo para o seu aquário. voltar

7- Preciso de aquecedor ?

A maioria dos peixes ornamentais tropicais, necessitam de um controle de temperatura, já que a necessária para esses peixes é de 24°C e a temperatura interna de uma casa gira em torno de 18°C a 21°C. A oscilação da temperatura pode fazer com que seus peixes fiquem com a resistência baixa e assim fiquem doentes, pois as bactérias estão na água e convivem muito bem quando os peixes estão com saúde. voltar

8- Como escolher os peixes na loja ?

Antes de comprar os peixes certifique-se que o seu aquário esteja no mínimo uma semana montado e com a água girando. Passado isso, escolha os peixes pela cor (compare as cores e leve os que tenham as cores vivas), atente-se para as nadadeiras e guelras pois às vezes as nadadeiras e guelras dos peixes da loja ficam desfiados ou faltando pedaços por causa de brigas, tente escolher o menos avariado. Preste atenção no comportamento deles, não leve peixes que pareçam amudados ou quietos demais. Certifique-se de que os peixes estão bem embalados, pois você irá levá-los para sua casa. Se você morar longe da loja, peça para o logista colocar oxigênio dentro do saco onde estão os peixes. voltar

9- Como soltar os peixes no meu aquário ?

Depois de escolhidos e devidamente embalados pelo logista, leve-os para sua casa siga o procedimento de soltura no seu aquário.
Coloque os sacos plásticos ainda fechados boiando na água do seu aquárioe deixe por cerca de 20 minutos. Este tempo será suficiente para que a temperatura da água do interior do saco se iguale ao do interior do aquário. voltar

10- Como alimentar o meus peixes ?

Você deverá propiciar uma alimentação variada e correta. Escolha uma ração que atenda as necessidades básicas dos peixes e que não turve a água. Existem no mercado inúmeras marcas de rações. Faça pesquisa ou converse com o lojista e escolha uma alimentação balanceada para os seus peixes. Alimente-os várias vezes ao dia, mais ou menos de 3 a 4 vezes e em pequenas quantidades, pois desta forma evita-se de deixar restos de ração no fundo do aquário que irão prejudicar a água. Preste atenção na quantidade, não dê mais do que eles podem comer em 2 ou 3 minutos. voltar

11- O que é PH ?

O PH é a medida de todos os elementos ácidos ou alcalinos presentes na água (substâncias que acidificam ou tornam a água alcalina). O PH 7 é neutro, isso quer dizer que acima desse patamar a água torna-se alcalina e abaixo ácida. Sabendo que a qualidade da nossa água e das nossas reservas naturais variam de um lugar para o outro entrando em contato com elementos diversos o controle do PH torna-se cada vez mais importante. Todos os peixes e animais aquáticos são muito sensíveis quanto a variação do valor do PH. voltar

12- O que é GH ?

GH significa a dureza total da água e é determinada por sais diversos (sais de cálcio e de magnésio). Quando a presença de sais é alta, dizemos que a água é dura, quando é baixa dizemos que a água mole. A dureza total da água influência nas funções orgânicas dos peixes, plantas e invertebrados, nos peixes o mais comum é prejudicar as guelras e nadadeiras. voltar

13- O que é KH ?

A nossa água contém como ingrediente salino o bicarbonato (além dos sais de cálcio e de magnésio). O KH é a dureza dos carbonatos, ela é a soma de todos os sais de cálcio e magnésio dissolvidos na água. Eles desempenham importante papel na química do aquário. voltar

14- O que é NO² ?

O nitrito (NO²) é o produto da desintegração do nitrogênio, que em quantidades elevadas (mais de 0,2 mg por litro) torna-se prejudicial para os peixes. O alto valor do nitrito indica que existe algum problema na desintegração do nitrogênio no aquário, portanto deve ser medido regularmente. voltar

Home Localização Links Contato